domingo, 10 de dezembro de 2017

Ballet do Instituto Dagaz encerra ano com espetáculo mágico sobre meio ambiente


Uma apresentação repleta de magia promete encantar e emocionar o público neste fim de ano: é o encerramento do ballet do Ponto de Cultura Instituto Dagaz. O espetáculo “Guardiões da Floresta” será realizado no dia 20 de dezembro, quarta-feira, a partir das 20 horas, no Ginásio do bairro Santo Agostinho, em Volta Redonda. O evento, comandado pelos professores Erivelton Prado e Marcela Nogueira, é gratuito e livre para todas as idades.
Sob direção artística de Erivelton, será retratada, por meio da dança, a história de um lugar distante da civilização, onde habitavam seres mágicos e místicos que protegiam a fauna e a flora, numa convivência feliz e harmônica. Mas essa paz é interrompida quando espíritos maus, os Anhangás, amaldiçoam a floresta. E é nesse momento que os guardiões entram em ação combativa e convocam o rei dos ares e a rainha das águas para ajudar.
A ideia de trabalhar essa temática, segundo o diretor, surgiu a partir da última edição da Bienal do Livro, realizada pelo Instituto Dagaz em agosto deste ano, cuja abordagem foi acerca da sustentabilidade. Junto à professora Marcela, as atividades durante as aulas foram fundamentadas com vídeos sobre o tema e também contou com a opinião dos alunos. A partir disso, foram decididos os personagens, cenário, músicas e figurinos para quase uma hora de magia.
- Falar sobre o espetáculo “Guardiões da Floresta” é, ao mesmo tempo, tratar de uma realidade atual da devastação do nosso planeta e, principalmente, de nossas florestas. Além de falar sobre o meio ambiente, vamos mostrar também a importância da união. Se por tudo que tivermos que lutar tiver união, conseguimos alcançar nosso objetivo com êxito – destacou Erivelton Prado.
A apresentação contará ainda com a participação, a convite, do Grupo Jovem Vértice Studio de Dança, dirigido por Péricles de Araújo, com 17 bailarinos. A expectativa pelo sucesso é focada, principalmente, em tornar o sonho de 80 crianças e jovens em realidade, pois depois de muito ensaio, esse é o momento mais aguardado do ano. “Espero que as alunas possam mostrar como evoluíram e também quero vê-las felizes ao dançarem”, disse Marcela Nogueira.
A apresentação de fim de ano, assim como as aulas realizadas ao longo do ano, são executadas pelo Ponto de Cultura Instituto Dagaz no Condomínio Cultural e se mantém com apoio da MRS Logística, Instituto CCR, através da CCR NovaDutra, Secretaria de Estado de Cultura, Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural, por meio do Ministério da Cultura, Conselho Municipal dos Direitos a Criança e do Adolescente (CMDCA), através do Finad, e Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Volta Redonda (Aciap-VR).

Ficha técnica
Professores: Erivelton Prado e Marcela Nogueira
Direção artística: Erivelton Prado
Convidado: Grupo Jovem Vértice Studio de Dança | Direção: Péricles de Araújo
Realização: Instituto Dagaz
Serviço
Espetáculo “Guardiões da Floresta”
Ballet Ponto de Cultura Instituto Dagaz
Data: 20/12/2017, quarta-feira
Horário: A partir das 20h
Local: Ginásio do Santo Agostinho, Volta Redonda
Gratuito e com classificação livre



terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Feira das Mina Preta realiza mais uma edição neste fim de semana para fechar o ano

Para fechar 2017 com muito empoderamento, o grupo Meninas de Lenço realiza a última edição deste ano da Feira das Mina Preta no próximo fim de semana, dias 9 e 10 de dezembro, no Memorial Zumbi, em Volta Redonda. Como sempre, o Ponto de Cultura Instituto Dagaz está entre os apoiadores do evento que tem programação voltada para o fomento da cultura afro-brasileira.
O primeiro dia, sábado, será de palestra com mesa de mulheres que são pura representatividade. Já o domingo, fica por conta de apresentações de dança e música, batalha do passinho, baile charme e desfile de moda afro. Além disso, o público contará com espaço gourmet com feijoada e acarajé durante todo o dia. O evento, gratuito e aberto para todos os públicos, tem objetivos pertinentes, segundo a fundadora, Renata Ferreira.
- Realizar a Feira das Mina Preta é resultado de muita resistência e muita insistência. Lutamos muito para conseguir juntar, no mesmo momento, cultura, educação e empoderamento do jovem negro. O nosso objetivo é que esse público reconheça as nossas raízes, para poder, também, valorizar lá na frente. O momento também é interessante para estimular a divulgação e o comércio de produtos afro – observou Renata.
Meninas de Lenço
            O grupo Meninas de Lenço surgiu com o diagnóstico de câncer de mama da produtora Renata Ferreira. O incentivo partiu de sua mãe e amigas, que queria motivá-la a superar a luta. Foi a partir daí que todas começaram a usar o lenço, em solidariedade. O movimento foi crescendo, e, em pouco tempo, já havia 100 adeptas. Com a realização de eventos, reuniões e rodas de conversa, nasceu o projeto da feira, que inicialmente se chamava Feira das Meninas. O objetivo, de acordo com a fundadora Renata, é ir além do vínculo da luta contra o câncer e promover a exaltação da cultura negra, sobretudo como o público jovem e feminino.
            O projeto Feira das Mina Preta faz parte do Programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa, uma parceria da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro com a Light e o Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Além do Ponto de Cultura Instituto Dagaz, a Feira das Mina Preta conta com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, da Coordenadoria da Juventude, Secretaria Municipal de Ação Comunitária, Padaria Moriá e Universidade das Quebradas.
Programação
Dia 09/12 – sábado
19h – Palestra “Coisa de Preta”
Mesa: Bianca Oliveira (representante da Coordenadoria da Mulher de Resende); Katia Rejane Souza (jornalista e produtora do Concurso de Beleza Negra de Barra do Piraí); Juliana Dorothea (estudante, rapper e produtora da Secretaria Municipal de Cultura de Volta Redonda); Tati Brandão (coaching especializada em afro empreendedores); e Dani Ribeiro (proprietária da marca Vestuário Poético).
Dia 10/12 – domingo
11h – Grupo de Dança Afro (Ponto de Cultura Instituto Dagaz)
12h às 14h – Grupo G-Samba
15h – Batalha do passinho

18h30 – Baile charme (DJ Pelezinho) e desfile de moda afro