terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Instituto Dagaz participa de evento internacional de Beach Rugby

Alunos do Instituto Dagaz participaram de evento  internacional de Beach Rugby

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) organizou no sábado, 19 de dezembro, o Super Desafio BRA de Beach Rugby. A praia de Ipanema foi palco do evento, que reuniu seleções internacionais, crianças de comunidades cariocas e de cidades vizinhas, sendo uma delas Volta Redonda. Além da disputa entre os atletas, o evento teve clima festivo e serviu para esquentar o público para um esporte ainda pouco conhecido no Brasil (mas que vem crescendo muito), que em 2016 estará no programa dos Jogos Olímpicos, depois de 92 anos ausente.

No período da manhã as crianças de diversos projetos sociais, com idade entre 7 e 17 anos, realizaram amistosos e puderam sentir um pouco do clima de competição da modalidade. O Instituto Dagaz de Volta Redonda foi representado por cerca de 40 alunos do projeto Dagaz Rugby, projeto patrocinado pelo Grupo CCR. A jovem Thaissa Lemos, de 10 anos, do Instituto DAGAZ de Volta Redonda, que pratica rugby há pouco mais de seis meses, relata como foi sua primeira experiência contra outro time
- Eu estava nervosa no início porque nunca tinha jogado contra outra equipe, só treinado. Foi muito legal participar do jogo. O DAGAZ está, como sempre, incentivando a gente a praticar esporte - disse.
Um dos técnicos dos times e professor do projeto Dagaz Rugby, Douglas Curitiba, falou da participação das crianças de Volta Redonda, e se mostrou muito satisfeito com o que viu. 
- Muito boa a participação das crianças do Dagaz Rugby. Foi muito bom ver que eles estão bem nos fundamentos básicos do esporte e ainda podem ver que há diversas formas de praticar este esporte - salientou.

Rugby no Brasil

O cenário do esporte no país vem mudando. Em 2012 existiam apenas 50 crianças participando de projetos relacionados ao rugby. De três anos pra cá, houve um crescimento gigantesco de atletas. Estima-se, de acordo com dados da CBRu, que 12 mil no Estado do Rio praticam a modalidade.
Segundo Mauricio Migliano, gestor de desenvolvimento da CBRu, o trabalho desenvolvido com as crianças não se compreende apenas no ramo esportivo.
- O desenvolvimento do indivíduo começa desde cedo. Isso também acontece no esporte. Esporte e educação caminham sempre juntos. Desde pequeno a pessoa consolida valores que aprendemos com nossa família e colocam também no esporte. Então, este desenrolar de qualquer modalidade esportiva desde pequeno é muito importante - explicou.
Profissionais em ação
Depois de a criançada fazer a festa, foi a vez dos profissionais entrarem em quadra. Das oito seleções convidadas, entre europeias e sul americanas, que participaram do evento, quem se deu melhor foi a o Brasil no feminino e a Seleção Argentina no Masculino. Ambos também conquistaram a taça da última edição do torneio, em 2014.
Para mais informações, acesse: Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=NqRVljSJSQ8.

Além disso, acompanhe o Instituto Dagaz e o Dagaz Rugby no Facebook: https://www.facebook.com/institutodagaz/ e https://www.facebook.com/rugbydagaz/?fref=ts

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A Cozinha dos Quilombos recebe Prêmio de Cultura Afro Fluminense 2015


A entrega dos prêmios aconteceu na Casa de Jongo da Serrinha, no Rio de Janeiro, no dia 19 de dezembro

A cerimônia de entrega do Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015 aconteceu no dia 19 de dezembro, na Casa do Jongo da Serrinha, em Madureira, no Rio de Janeiro. Foram contempladas, ao todo, 36 iniciativas que promovem a cultura afro-brasileira no estado do Rio.

Em sua primeira edição, o Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015 é uma ação da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR-PR), e tem o objetivo de reconhecer e fomentar um segmento ignorado por muitos anos pela sociedade. Premia iniciativas culturais dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana e dos demais grupos artístico-culturais que trabalham com a temática afro-brasileira e reconhecer, de maneira inequívoca, a importância deste segmento na formação da identidade cultural fluminense.

 - Esta é uma iniciativa pioneira. Queremos, com este prêmio, mais que dar alento a todo um segmento historicamente negligenciado, afirmar o nosso compromisso com a aceitação e a inclusão - especialmente agora, quando vivemos dias de crescimento de radicalismos e intolerância religiosa - disse a Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental.

O Prêmio abrange projetos de todo o estado, da capital a Paraty, de Natividade a Volta Redonda, de Laje de Muriaé a Valença. E cobre um universo amplo. Vai, por exemplo, do Grêmio Recreativo Cultural Escola Mirim Pimpolhos da Grande Rio, que desde 2002 participa de desfiles e fomenta o carnaval carioca, e o projeto Músicas e Danças da Pequena África, que garante arte e educação para jovens e adultos, até A Cozinha dos Quilombos, Sabores, Territórios e Memórias, ação que mapeia a comida e a memória de 29 comunidades quilombolas remanescentes de 21 municípios do estado, feita pela Associação Cultural para Desenvolvimento de Tecnologias Humanas, de Volta Redonda.

Participaram da celebração a Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental; o Secretário Especial da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Ronaldo Crispim Sena Barros, e a Presidente da Fundação Cultural Palmares, Cida Abreu.

Para a presidente do Instituto Dagaz, Marinêz Fernandes, o livro é um passo para o registro da cultura afro-brasileira e seu reconhecimento.

 - O livro traz relatos e fotos dos pratos tradicionais das comunidades quilombolas que foram mapeadas e ainda revelou uma forma diferente de manifestar sua cultura, afetos e chamar atenção para questões sociais que ainda permeiam seu território, através da sua culinária. O recebimento deste prêmio fortalece a luta pelo afirmação desta cultura tão rica e diversa – disse Marinêz.

Durante a cerimônia, foi prestada uma homenagem ao historiador, professor e escritor, referência sobre o estudo da cultura africana no país, Joel Rufino dos Santos, morto em setembro deste ano.



A celebração contou ainda com as apresentações da  Associação das Folias de Reis de Valença; do Coral Yorubá, IYÚN AXÉ ORIN - Coral de Cânticos Sagrados; dos grupos de capoeira Grupo Senzala de Capoeira, Associação Civil Capoeira Cidadã, Liga Gonçalense de Capoeira, Associação Sinhá Bahia de Capoeira e de jongo, Quilombo São José da Serra, Caxambu de Miracema, Jongo do Quilombo da Barrinha, Jongo de Pinheiral e Jongo da Serrinha.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Equipe Dagaz participa de oficina realizada pela Fundação Itaú Social



A oficina de Avaliação Econômica de Projetos Sociais aconteceu na última quarta-feira, dia 2/12, na Casa de Leitura, em Laranjeiras no Rio de Janeiro. O encontro foi ministrado por Maína Campos e contou com a participação de integrantes de ONGs, projetos e entidades governamentais, dentre eles Rio 2016, Ação 21, Secretaria de Estado de Cultura, Comitê de Jogos Olímpicos, Ponto Cine, entre outros. 
A Oficina de Avaliação Econômica de Projetos Sociais apresenta os principais conceitos da avaliação econômica de projetos sociais e políticas públicas através de apresentação dialogada e aplicação prática por meio de estudo de caso-exemplo. 
Dentre os exemplos apresentados, falou-se sobre o estudo "O Impacto da Educação nos salários dos jovens brasileiros" realizado pela Fundação Itaú Cultural e pode ser acessado neste link. Outro case apresentado, foram os estudos realizados pelo Latif Jameel Poverty Lab Ação Abdul (J-PAL).
A equipe do Instituto Dagaz apresentou e sorteou o livro "A Cozinha dos Quilombos" entre os presentes e pretende ainda, participar do curso para gestores de modo a aprimorar sua atuação e mensurar o resultado das atividades desenvolvidas. 


Sobre a Fundação Itaú Social


Criada especificamente para estruturar e implementar os investimentos sociais do Itaú, a Fundação Itaú Social, com atuação em todo o território brasileiro, tem como foco o apoio, elaboração e fortalecimento de programas que visam o progresso das políticas públicas de educação, a potencialização do engajamento de seus colaboradores – e da sociedade em geral – por meio da cultura de voluntariado, e a avaliação sistematizada de projetos sociais. Assim, vem formulando, implantando e disseminando metodologias voltadas à melhoria de políticas públicas na área educacional, sempre em conjunto com governos, empresas e organizações não-governamentais.

Educação é peça-chave para o desenvolvimento sustentável de um país. E o desafio de garantir sua qualidade para todas as crianças e jovens brasileiros é de uma escala e complexidade que requer políticas de governo efetivas aliadas à ampla participação dos diversos setores da sociedade.

Mais informações

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Oportunidade para PRODUTOR DE EVENTOS

VAGA- PRODUTOR DE EVENTO

Produtor de eventos é o profissional que organiza, planeja, orienta e acompanha todas as fases da realização de um evento de qualquer tipo, seja uma festa, um show, uma formatura, uma convenção, uma feira, um congresso, um casamento, etc, para empresas ou organização públicas ou privadas. Cabe ao produtor a responsabilidade de gerenciar todos os serviços necessários para cada evento, como iluminação, som, segurança, ACOMODAÇÃO, e alimentação, e fazer cumprir o cronograma combinado, bem como resolver eventuais problemas de última hora. A montagem e a desmontagem dos locais de produção é sempre acompanhada por algum funcionário do staff, que é a equipe de produtores do evento.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Um produtor de eventos tem que ser, acima de tudo organizado, para que possa manter todo o desenvolvimento do projeto sob controle. Além disso é necessário ser paciente, ter disponibilidade de horário, ser criativo e ter bons contatos, tanto de clientes, quanto de fornecedores. Outras características necessárias:responsabilidade,boa disposição física,autocontrole,atenção a detalhes.flexibilidade, agilidade, concentração, disciplina, método
perfeccionismo, habilidade para tomar decisões,habilidade para lidar com as pessoas,habilidade para gerenciar orçamentos, habilidade de negociação. 

Necessário que tenha condução própria e habilitação
Currículos para institutodagaz@hotmail.com
Colocar no assunto Vaga para Produtor