terça-feira, 23 de junho de 2015

Instituto Dagaz abre as portas para a Mostra do Filme Livre


O Instituto Dagaz pelo segundo ano abre às portas para a Mostra do Filme Livre, sendo um 12 (treze) cineclubes selecionados do estado do Rio de Janeiro para receber a mostra.
A MFL, Mostra do Filme Livre, é a maior mostra brasileira de filmes independentes. Se não pelo tempo, mais de década, que exibe mais de 200 filmes/ano, ao menos pela sua duração, já que em 2014, por exemplo, rolou durante 3 meses seguidos, nas cidades do Rio, São Paulo e na capital Brasília, além do Circuito de Cineclubes. E em 2015 chegaram a Belo Horizonte.
A MFL, na medida do impossível, nasceu e ainda existe porque é feita de filmes resistentes e guerreiros, como ela mesmo se acha; um lugar que respira cinema e, dai vida, potencializada nos milhões de frames que exibe e comenta - e neste ano reverberando por 4 meses em 4 capitais brasileiras e dúzias de cineclubes.
Esse ano com curadoria de: Guiwhi Santos, Chico Serra, Marcelo Ikeda, Christian Caselli, Gabriel Sanna e Ricardo Mansur.
No dia 14 de Agosto realizaremos nossa sessão, ás 19 horas na sede do Instituto Dagaz, Rua Sargento Paulo Moreira, número 248 Volta Grande III.
Nossa exibição na Mostra será do curta EFEITO CASIMIRO, direção de Clarice Saliby, duração de 15 minutos com classificação indicativa livre o curta do ano de 2013 conta que em 08 de março de 1980, 05h20min da manhã: 10.000 pessoas permanecem em silêncio olhando para o céu à espera de um disco voador vindo de Júpiter. Edílcio Barbosa, o mensageiro de Júpiter, havia anunciado a missão extraterrena alguns meses antes e, misteriosamente, o fato ganhou proporções internacionais. Uma história que mais parece filme de ficção científica aconteceu de fato no município de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro. A mídia cobriu amplamente o evento registrando a presença ostensiva do exército, toda estrutura montada pela prefeitura e a chegada de milhares de pessoas de diversas cidades do Brasil- e até do exterior- que transformaram o local em um Woodstock ufológico brasileiro.
O Projeto Cinestesia Cine Clube com o apoio da CCR Nova Dutra e Secretaria de Estado de Cultura atendeu durante os anos que vem trabalhando pela difusão e circulação de filmes nacionais e fora do circuito das grandes salas de exibições 5.200 pessoas, sendo a marca de nosso cineclube fazer a diferença, oportunizando o Instituto a participar de importantes editais e mostras, assim como as parcerias em oito municípios da região do Médio Paraíba, Volta Redonda, Barra Mansa, Resende, Piraí, Pinheiral, Itatiaia, Quatis e Porto Real.

Nós do Instituto Dagaz priorizamos a troca de informação e o uso da linguagem audiovisual com o intuito do enriquecimento pessoal e cultural. Acreditamos que a cultura é o diferencial para o crescimento e formação de cidadãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário