terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Instituto Dagaz participa de evento internacional de Beach Rugby

Alunos do Instituto Dagaz participaram de evento  internacional de Beach Rugby

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) organizou no sábado, 19 de dezembro, o Super Desafio BRA de Beach Rugby. A praia de Ipanema foi palco do evento, que reuniu seleções internacionais, crianças de comunidades cariocas e de cidades vizinhas, sendo uma delas Volta Redonda. Além da disputa entre os atletas, o evento teve clima festivo e serviu para esquentar o público para um esporte ainda pouco conhecido no Brasil (mas que vem crescendo muito), que em 2016 estará no programa dos Jogos Olímpicos, depois de 92 anos ausente.

No período da manhã as crianças de diversos projetos sociais, com idade entre 7 e 17 anos, realizaram amistosos e puderam sentir um pouco do clima de competição da modalidade. O Instituto Dagaz de Volta Redonda foi representado por cerca de 40 alunos do projeto Dagaz Rugby, projeto patrocinado pelo Grupo CCR. A jovem Thaissa Lemos, de 10 anos, do Instituto DAGAZ de Volta Redonda, que pratica rugby há pouco mais de seis meses, relata como foi sua primeira experiência contra outro time
- Eu estava nervosa no início porque nunca tinha jogado contra outra equipe, só treinado. Foi muito legal participar do jogo. O DAGAZ está, como sempre, incentivando a gente a praticar esporte - disse.
Um dos técnicos dos times e professor do projeto Dagaz Rugby, Douglas Curitiba, falou da participação das crianças de Volta Redonda, e se mostrou muito satisfeito com o que viu. 
- Muito boa a participação das crianças do Dagaz Rugby. Foi muito bom ver que eles estão bem nos fundamentos básicos do esporte e ainda podem ver que há diversas formas de praticar este esporte - salientou.

Rugby no Brasil

O cenário do esporte no país vem mudando. Em 2012 existiam apenas 50 crianças participando de projetos relacionados ao rugby. De três anos pra cá, houve um crescimento gigantesco de atletas. Estima-se, de acordo com dados da CBRu, que 12 mil no Estado do Rio praticam a modalidade.
Segundo Mauricio Migliano, gestor de desenvolvimento da CBRu, o trabalho desenvolvido com as crianças não se compreende apenas no ramo esportivo.
- O desenvolvimento do indivíduo começa desde cedo. Isso também acontece no esporte. Esporte e educação caminham sempre juntos. Desde pequeno a pessoa consolida valores que aprendemos com nossa família e colocam também no esporte. Então, este desenrolar de qualquer modalidade esportiva desde pequeno é muito importante - explicou.
Profissionais em ação
Depois de a criançada fazer a festa, foi a vez dos profissionais entrarem em quadra. Das oito seleções convidadas, entre europeias e sul americanas, que participaram do evento, quem se deu melhor foi a o Brasil no feminino e a Seleção Argentina no Masculino. Ambos também conquistaram a taça da última edição do torneio, em 2014.
Para mais informações, acesse: Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=NqRVljSJSQ8.

Além disso, acompanhe o Instituto Dagaz e o Dagaz Rugby no Facebook: https://www.facebook.com/institutodagaz/ e https://www.facebook.com/rugbydagaz/?fref=ts

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A Cozinha dos Quilombos recebe Prêmio de Cultura Afro Fluminense 2015


A entrega dos prêmios aconteceu na Casa de Jongo da Serrinha, no Rio de Janeiro, no dia 19 de dezembro

A cerimônia de entrega do Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015 aconteceu no dia 19 de dezembro, na Casa do Jongo da Serrinha, em Madureira, no Rio de Janeiro. Foram contempladas, ao todo, 36 iniciativas que promovem a cultura afro-brasileira no estado do Rio.

Em sua primeira edição, o Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015 é uma ação da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR-PR), e tem o objetivo de reconhecer e fomentar um segmento ignorado por muitos anos pela sociedade. Premia iniciativas culturais dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana e dos demais grupos artístico-culturais que trabalham com a temática afro-brasileira e reconhecer, de maneira inequívoca, a importância deste segmento na formação da identidade cultural fluminense.

 - Esta é uma iniciativa pioneira. Queremos, com este prêmio, mais que dar alento a todo um segmento historicamente negligenciado, afirmar o nosso compromisso com a aceitação e a inclusão - especialmente agora, quando vivemos dias de crescimento de radicalismos e intolerância religiosa - disse a Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental.

O Prêmio abrange projetos de todo o estado, da capital a Paraty, de Natividade a Volta Redonda, de Laje de Muriaé a Valença. E cobre um universo amplo. Vai, por exemplo, do Grêmio Recreativo Cultural Escola Mirim Pimpolhos da Grande Rio, que desde 2002 participa de desfiles e fomenta o carnaval carioca, e o projeto Músicas e Danças da Pequena África, que garante arte e educação para jovens e adultos, até A Cozinha dos Quilombos, Sabores, Territórios e Memórias, ação que mapeia a comida e a memória de 29 comunidades quilombolas remanescentes de 21 municípios do estado, feita pela Associação Cultural para Desenvolvimento de Tecnologias Humanas, de Volta Redonda.

Participaram da celebração a Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental; o Secretário Especial da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Ronaldo Crispim Sena Barros, e a Presidente da Fundação Cultural Palmares, Cida Abreu.

Para a presidente do Instituto Dagaz, Marinêz Fernandes, o livro é um passo para o registro da cultura afro-brasileira e seu reconhecimento.

 - O livro traz relatos e fotos dos pratos tradicionais das comunidades quilombolas que foram mapeadas e ainda revelou uma forma diferente de manifestar sua cultura, afetos e chamar atenção para questões sociais que ainda permeiam seu território, através da sua culinária. O recebimento deste prêmio fortalece a luta pelo afirmação desta cultura tão rica e diversa – disse Marinêz.

Durante a cerimônia, foi prestada uma homenagem ao historiador, professor e escritor, referência sobre o estudo da cultura africana no país, Joel Rufino dos Santos, morto em setembro deste ano.



A celebração contou ainda com as apresentações da  Associação das Folias de Reis de Valença; do Coral Yorubá, IYÚN AXÉ ORIN - Coral de Cânticos Sagrados; dos grupos de capoeira Grupo Senzala de Capoeira, Associação Civil Capoeira Cidadã, Liga Gonçalense de Capoeira, Associação Sinhá Bahia de Capoeira e de jongo, Quilombo São José da Serra, Caxambu de Miracema, Jongo do Quilombo da Barrinha, Jongo de Pinheiral e Jongo da Serrinha.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Equipe Dagaz participa de oficina realizada pela Fundação Itaú Social



A oficina de Avaliação Econômica de Projetos Sociais aconteceu na última quarta-feira, dia 2/12, na Casa de Leitura, em Laranjeiras no Rio de Janeiro. O encontro foi ministrado por Maína Campos e contou com a participação de integrantes de ONGs, projetos e entidades governamentais, dentre eles Rio 2016, Ação 21, Secretaria de Estado de Cultura, Comitê de Jogos Olímpicos, Ponto Cine, entre outros. 
A Oficina de Avaliação Econômica de Projetos Sociais apresenta os principais conceitos da avaliação econômica de projetos sociais e políticas públicas através de apresentação dialogada e aplicação prática por meio de estudo de caso-exemplo. 
Dentre os exemplos apresentados, falou-se sobre o estudo "O Impacto da Educação nos salários dos jovens brasileiros" realizado pela Fundação Itaú Cultural e pode ser acessado neste link. Outro case apresentado, foram os estudos realizados pelo Latif Jameel Poverty Lab Ação Abdul (J-PAL).
A equipe do Instituto Dagaz apresentou e sorteou o livro "A Cozinha dos Quilombos" entre os presentes e pretende ainda, participar do curso para gestores de modo a aprimorar sua atuação e mensurar o resultado das atividades desenvolvidas. 


Sobre a Fundação Itaú Social


Criada especificamente para estruturar e implementar os investimentos sociais do Itaú, a Fundação Itaú Social, com atuação em todo o território brasileiro, tem como foco o apoio, elaboração e fortalecimento de programas que visam o progresso das políticas públicas de educação, a potencialização do engajamento de seus colaboradores – e da sociedade em geral – por meio da cultura de voluntariado, e a avaliação sistematizada de projetos sociais. Assim, vem formulando, implantando e disseminando metodologias voltadas à melhoria de políticas públicas na área educacional, sempre em conjunto com governos, empresas e organizações não-governamentais.

Educação é peça-chave para o desenvolvimento sustentável de um país. E o desafio de garantir sua qualidade para todas as crianças e jovens brasileiros é de uma escala e complexidade que requer políticas de governo efetivas aliadas à ampla participação dos diversos setores da sociedade.

Mais informações

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Oportunidade para PRODUTOR DE EVENTOS

VAGA- PRODUTOR DE EVENTO

Produtor de eventos é o profissional que organiza, planeja, orienta e acompanha todas as fases da realização de um evento de qualquer tipo, seja uma festa, um show, uma formatura, uma convenção, uma feira, um congresso, um casamento, etc, para empresas ou organização públicas ou privadas. Cabe ao produtor a responsabilidade de gerenciar todos os serviços necessários para cada evento, como iluminação, som, segurança, ACOMODAÇÃO, e alimentação, e fazer cumprir o cronograma combinado, bem como resolver eventuais problemas de última hora. A montagem e a desmontagem dos locais de produção é sempre acompanhada por algum funcionário do staff, que é a equipe de produtores do evento.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Um produtor de eventos tem que ser, acima de tudo organizado, para que possa manter todo o desenvolvimento do projeto sob controle. Além disso é necessário ser paciente, ter disponibilidade de horário, ser criativo e ter bons contatos, tanto de clientes, quanto de fornecedores. Outras características necessárias:responsabilidade,boa disposição física,autocontrole,atenção a detalhes.flexibilidade, agilidade, concentração, disciplina, método
perfeccionismo, habilidade para tomar decisões,habilidade para lidar com as pessoas,habilidade para gerenciar orçamentos, habilidade de negociação. 

Necessário que tenha condução própria e habilitação
Currículos para institutodagaz@hotmail.com
Colocar no assunto Vaga para Produtor

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Fique por dentro das nossas atividades

O Instituto Dagaz encerra suas atividades no próximo dia 30 de novembro. As oficinas do Condomínio Cultural entram em recesso e abrem inscrições novamente em Janeiro de 2016 para que no mês de Fevereiro retomemos as aulas e atividades.
Mas espera aí que não acabou: fique por dentro de nossas atividades para este final de ano!

No dia 26, quinta-feira, teremos o encerramento do Futebol Chupetinha! Nossas crianças farão um encontro no Condomínio para celebrar o caminho trilhado durante este ano de 2015. O evento acontece na parte da manhã, em nossa sede, no bairro Volta Grande 3.

No mesmo dia, na parte da noite, exibiremos o filme Ciclo Vida no 2º Cine Bici, organizado pelo grupo Bike Anjo e comemorando o 12º aniversário do Clube Bike Adventure e Trekking! A entrada é franca e sua participação é super bem vinda.

Já no dia 28 o Ballet se encontra para comemorar a realização das aulas no decorrer deste ano. Nossas bailarinas irão apresentar-se brevemente e depois daremos segmento às confraternizações.

O teatro apresenta seu espetáculo "Meus olhos mil olhos me olham", com a direção de Rafael Crooz no dia 14 de dezembro, às 20 horas, segunda-feira no Condomínio e na quinta-feira, dia 17, às 19 horas, no Tulhas do Café, em Barra Mansa.

O RUGBY DAGAZ viaja para a cidade do Rio de Janeiro, no sábado, dia 19 de dezembro para participar do Torneio Juvenil e Festival Infantil que antecede o Beach Rugby Internacional, realizado na Praia de Copacabana.

Ufa! Muita coisa, não? Fique por dentro que avisamos as novidades!


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Nossa participação no I Fórum de Empreendedorismo Cultural e Criativo

Na última terça-feira, dia 17 de novembro, o Instituto Dagaz participou da mesa "O desenvolvimento das cidades com potencial criativo" dentro da programação do I Fórum de Empreendedorismo Cultural e Criativo que aconteceu no Centro Cultural Fazenda da Posse, em Barra Mansa.


O encontro reuniu fazedores e articuladores culturais do Sul Fluminense e cidade do Rio de Janeiro: Rafael Crooz – da Sala Preta, Marcelo Bravo, da UBM - Centro Universitário de Barra Mansa, Thiago Elniño, do Coletivo Pombos, Pedro Ernesto Du Rocher, do Estúdio Áudio Comunitário, Marinez Fernandes, do INSTITUTO DAGAZ, e Marcos Andre Carvalho, do Rio Criativo.
Ao final das falas, mediadas por  Mayra Jucá, mestra em Bens Culturais da FGV


A presidente do Instituto Dagaz, Marinez Fernandes falou sobre a atuação do Instituto Dagaz ressaltando as atividades desenvolvidas no Condomínio Cultural de Volta Redonda e Porto Real, com as oficinas de Rugby, Ballet, Cinestesia no DEGASE, entre outras. Contou um pouco sobre a construção e disseminação do livro "A Cozinha dos Quilombos" premiado premiado pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto Brasileiro de Museus com o Prêmio Ponto de Memória 2014 e Prêmio Cultura Afro-Fluminense 2015. 


O evento contou ainda com apresentação artística de integrantes do Coletivo Sala Preta, encerrando assim, o I Fórum de Empreendedorismo Cultural e Criativo.  

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Vai ter Cinestesia em Maromba, sim!

Hoje nossa equipe do Cinestesia está em Maromba - Itatiaia exibindo dois filmes na Escola Municipal Joaquim Miguel dos Santos.
O curta metragem, The fantastic flying books of Mr. Morris Lessmore, dirigido pelo ex-animador da pixar William Joyce, mostra com simplicidade o mundo mágico dos livros.


A segunda exibição será do curta Hiato, um curta documentário de 2008, que fala de uma ocupação organizada por jovens cariocas em um shopping. 

E após da exibição tem debate sim! Quem vai colar pra conversar sobre o filme serão Camila Araújo e Daiane Landim. 

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Livro 'A Cozinha dos Quilombos' ganha Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015

A Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR-PR), lançou o Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015, Edital de Concurso para premiar iniciativas culturais dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana e dos demais grupos artístico-culturais que trabalhem com a temática afro-brasileira no estado do Rio de Janeiro.
O Instituto Dagaz participou da disputa com o livro "A Cozinha dos Quilombos: sabores, territórios e memórias" e foi contemplado com o prêmio. Ao todo foram  contempladas 32 iniciativas no estado do Rio de Janeiro. 
Saiba mais no portal da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e no edital do Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015. 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Oficina de Violão se apresenta no Teatro Gacemss com a banda Amplexos



Os participantes da oficina de violão do Instituto Dagaz convidam a banda AMPLEXOS para seu Recital de Violão que acontece no Teatro Gacemss no dia 7 de Novembro. A atividade acontece regularmente no Condomínio Cultural do bairro Volta Grande III e contempla 40 participantes de faixas etárias diversas. Os ingressos estão sendo vendidos à preços populares e terá o valor revertido para a compra de equipamentos para as atividades.

O objetivo do evento é possibilitar a vivência dos alunos com as técnicas musicais que envolvem a apresentação: a prática em conjunto, o contato com arranjos, além da experiência de apresentarem-se em um teatro e a socialização que o encontro possibilita.

A presidente do Instituto Dagaz, Marinez Fernandes, fala sobre a importância deste momento para a ONG que atua com desenvolvimento territorial há seis anos em Volta Redonda.

- É a primeira vez que o grupo se apresenta em um espaço destinado à cultura e é uma honra poder ocupar o Gacemss por sua referência histórica, esperamos outros momentos como esse. O convite à Amplexos se deu pela relação da banda com o Instituto e sua atuação no cenário cultural. Convidamos os artistas da região e apoiadores da cultura para prestigiar esse evento tão importante para nós – pontuou.

Para o professor, Raphael Garcêz, o recital será um momento importante e declara que os alunos estão cheios de expectativas para a apresentação.

- Dessa vez eles terão o acompanhamento de uma banda completa tocando, além do violão que é o instrumento que trabalhamos nas oficinas. O evento é bem importante, pois agrega todos os envolvidos, independente de classe social, religião. A música tem a função de ressocialização entre todos - comentou. 






A preparação para o evento consistiu em muita dedicação. Os integrantes da Amplexos participaram de aulas em ensaios em parceria com Garcêz e o Instituto Dagaz. Segundo integrantes da banda, esse encontro se potencializou pela dedicação do trabalho realizado na ONG e pela admiração aos envolvidos.

- Estamos muito felizes em compartilhar esse momento com eles. A gente vê no dia a dia o quanto o Raphael está comprometido com os meninos e como o Dagaz se compromete com a comunidade tentando sempre possibilitar algo a mais para a comunidade – pontuou Guga, vocalista e guitarrista da banda.


O grupo que já se apresentou na II Bienal do Livro de Volta Redonda, que aconteceu no mês de Maio deste ano, propõe um repertório variado com músicas populares além de músicas da banda Amplexos. Dentre as músicas a serem tocadas estão: Maluco Beleza – Raul Seixas ; Meia Lua Inteira – Carlinhos Brown; Primavera – Tim Maia; Refazenda – Gilberto Gil, além de Making Love e Cai Pra Dentro da banda Amplexos.

Além da banda Amplexos, o evento conta também com apoio do Gacemss e patrocínio da CCR NovaDutra. Os ingressos podem ser adquiridos na secretaria do Instituto Dagaz na Rua Sargento Paulo Moreira, 248 no bairro Volta Grande III; na portaria do Teatro Gacemss ou com o professor Raphael Garcêz. Mais informações (24)3336-3636

Condomínio Cultural

O Condomínio Cultural – Arte, Esporte e Cidadania é gerenciado pelo Instituto Dagaz. Sua principal finalidade é levar atividades culturais e de lazer à Zona Leste de Volta Redonda/RJ. Dentre as atividades desenvolvidas estão oficinas de ballet, violão, rugby, grafite, teatro, entre outros. O programa conta com patrocínio da CCR NovaDutra através dos mecanismos do FINCAD e CMDCA de Volta Redonda.

Banda Amplexos
http://www.amplexos.com/

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Hoje é dia de CINESTESIA, sim senhor!



Um jeito diferente de fazer cinema 


Hoje, quarta-feira (4), o projeto Cinestesia exibirá o documentário “Meninas” (2006) no município de Quatis – RJ. Serão duas sessões, na parte da manhã, às 9 horas e a tarde, às 14 horas.

O filme, dirigido por Sandra Werneck, acompanha quatro jovens que engravidaram durante a adolescência, revelando alguns aspectos de suas relações com seus companheiros/ namorados, a família e a maternidade.

Após a exibição, haverá debate com Daiane Landim assistente social e com o Henrique Tenório -Toru- monitor de Rugby ambos colaboradores do Instituto Dagaz. O projeto Cinestesia tem patrocínio da CCR NovaDutra, via FINAD/CMDCA.




Os debatedores Daiane Landim assistente social e com o Henrique Tenório -Toru- monitor de Rugby ambos colaboradores do Instituto Dagaz

Sinopse do filme: No dia em que completa 13 anos, Evelin descobre que está grávida de seu namorado, um rapaz de 22 anos que acaba de se desligar do tráfico de drogas para o qual trabalhava na Rocinha, Rio de Janeiro, onde vivem. A gravidez não a impede de continuar sendo a garota de sempre. A possibilidade de um aborto nem passou pela cabeça de Luana, 15 anos, quando ela descobriu que estava grávida. Órfã de pai, Luana vive com quatro irmãs e a mãe em uma casa onde só há mulheres. Desde cedo ajuda a mãe a criar as irmãs mais novas, e há meses vinha alimentando a idéia de ter um filho “só para ela”. Edilene não planejou nem evitou sua gravidez. Tampouco o fez sua mãe. Agora, mãe e filha estão grávidas. Edilene espera um filho de Alex, por quem é apaixonada. Alex engravidou ao mesmo tempo sua vizinha, Joice, de 15 anos. Edilene, aos 14 anos e grávida, já vai viver o drama de um triângulo amoroso.

Ao longo de um ano a equipe acompanhou o cotidiano destas quatro “meninas-mães”. Fotografia e Câmera: Fred Rocha e Heloisa Passos Som Direto: Valéria Ferro Montagem: Fernanda Rondon Edição De Som e Mixagem: Denilson Campos Música Tema: José Miguel Wisnik & Paulo Neves Finalização De Imagem: Fábio Souza



71 Mins / Cor Janela 1:66 / 35 Mm Dolby Digital Sr 5.1 Brasil 2005

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Projeto Turismo Jovem Cidadão realiza oficina de fotografia no Condomínio Cultural

Você tem entre 12 e 17 anos? Mora aqui na região Sul Fluminense? Gostaria de conhecer novos lugares e traduzir seu olhar a respeito do território? Então vem com a gente!


O projeto Turismo Jovem Cidadão tem como objetivo estimular o conhecimento dos espaços culturais, históricos e ambientais do estado do Rio de Janeiro, oferecendo visitas temáticas, acompanhadas de historiadores, biólogos etc. Concomitantemente, ocorrem oficinas de imagem com fotógrafos antes das atividades (passeios), culminando com exposições fotográficas da produção dos jovens.
No sábado, dia 7, acontece uma oficina de fotografia no Instituto Dagaz, no bairro Volta Grande III em Volta Redonda. Nos dias 8, 15 e 23 a  gente viaja para a cidade do Rio de Janeiro e nossa missão acontece. Tudo por conta!
Após os encontros, acontecerá uma exposição no Sesc Rio com o registro fotográfico da galera. Vai ser massa!


Manda um e-mail pra gente falando do seu interesse (até quinta-feira!) que passamos mais detalhes sobre esse encontro: institutodagaz@hotmail.com Ou então, entra em contato por telefone que a gente explica melhor (24) 3336-3636 
Para participar, precisamos que envie-nos os seus dados pessoais (Nome completo, data de nascimento, endereço, telefone para contato, rg e cpf do responsável), enviaremos uma ficha de autorização para preenchimento e formulário socioeconômico. No dia da oficina, precisaremos da cópia dos documentos do participante e responsável (Certidão, no caso do menor). 


quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Instituto Dagaz participa da Semana de Ciência e Tecnologia de Pinheiral

                 Nos dias 22 e 23 de Outubro o Instituto Dagaz participa da programação de Pinheiral na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Com o tema Luz, Ciência e Vida, o evento acontece nas praças Brasil e Teixeira Campos, no Centro do município.
                As atividades são abertas ao público e contam com a participação de escolas públicas, particulares, universidades, além de secretarias municipais e empresas da região. A programação segue até sexta-feira (23). Neste dia, as atividades têm início às 9h.




                O stand do Instituto Dagaz conta com contação de histórias, exibição de filmes, projetos e a Livrocleta, que tem como apoiadores a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (SEC-RJ) e da concessionária CCR Nova Dutra. São mais de duas mil instituições participando desta ação em todo o país.
                No site oficial da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o representante do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) se pronunciou sobre a importância da iniciativa.
 - Um dos principais legados da Semana Nacional, além de levar a ciência para a população, é fortalecer a formação de uma rede de instituições em prol da ciência. O mérito da Semana é colocar as instituições unidas, com uma agenda comum, e metodologias diversas, disse o coordenador da SNCT, Douglas Falcão, diretor do Departamento de Popularização e Difusão de Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Saiba mais sobre a programação nacional em http://semanact.mcti.gov.br/

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Exame de vista gratuito para crianças é realizado pelo UniFOA no Instituto Dagaz

Crianças entre três e sete anos podem realizar exame de vista na sede do Instituto Dagaz, no bairro Volta Grande em Volta Redonda. O projeto Acuidade Visual é uma iniciativa da Liga Acadêmica de Oftalmologia do curso de Medicina do UniFOA em parceria com o Instituto Dagaz.
                Os atendimentos acontecem no dia 20 e 21 na parte da manhã e da tarde, entre 8h30 às 10h30 e 14h às 16h. A faixa etária foi escolhida na tentativa do diagnóstico precoce, pois nessa idade a vista da criança ainda está se desenvolvendo.


                Segundo a responsável pela ação, Lívia Cristina Rios, muitas crianças não realizam o tratamento por conta da dificuldade do atendimento no SUS e com um exame simples, como propõe o projeto, o público pode ser diagnosticado e os responsáveis informados sobre a necessidade de um encaminhamento ao especialista.
- Nós realizávamos atendimento em crianças com idade mais avançada, entretanto, muitas das vezes, detectávamos casos de cegueira. Com o direcionamento da faixa etária, o diagnóstico pode se antecipar fazendo com que o tratamento seja realizado antes do agravamento de uma complicação na vista – comentou.
O estudante do terceiro período, Hugo Borges, comenta sobre a satisfação em participar do projeto e sua afinidade pela especialização em oftalmologia.
- As ações da Liga são uma oportunidade de ter contato com o paciente desde o início do curso. Sempre admirei a oftalmologia a exemplo de meu pai e familiares. É muito satisfatório poder participar de uma ação tão simples que pode fazer a diferença na vida de várias famílias – afirmou.
Segundo Marinez Fernandes, presidente do Instituto Dagaz, ações como essa são de suma importância para o empoderamento social da comunidade. O bem estar social é o que mais importa para o Instituto, seja através do esporte, da cultura e da saúde.
                - Ações que contribuem para valorização dessas comunidades são sempre bem vindas! Quando a Liga Acadêmica de Oftalmologia do UniFOA nos procurou através da Lívia Rios, aceitamos na hora a proposta. Ao final da ação a equipe passará o diagnostico dos atendidos e  iremos caminhar aos responsáveis – pontuou.

Os resultados são encaminhados aos responsáveis bem como a orientação para buscar um tratamento oftalmológico ou não. Os atendimentos estão sendo realizados na sede da ONG, na Rua Sargento Paulo Moreira, nº 248, no bairro Volta Grande III. Mais informações podem ser obtidas através do telefone de contato (24) 3336-3636. 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Dagaz sedia Etapa Estadual de Rugby Infantil da Federação Fluminense de Rugby



O Instituto Dagaz no dia 19 de setembro sediará no campo do Bairro Volta Grande III a 2ª Etapa Estadual de Rugby Infantil do Estado do Rio de Janeiro, onde reunirá cerca de 350 crianças e jovens de todo estado.
Os jogos são focados na iniciação do Rugby e dão ênfase ao esporte no âmbito educacional utilizando o TOUCH, modalidade onde os participantes perdem a posse de bola com um toque (das duas mãos) no tronco do adversário e o TAG RUGBY, que consiste na utilização de fitas presas na cintura dos participantes, onde a troca de posse da bola, consiste na remoção de uma delas pelo adversário. Os pontos nestas duas modalidades são efetivados com o toque da bola no chão no fundo do campo adversário, momento este chamado de TRY.
Com a reestreia nos Jogos Olímpicos marcada para o Rio de Janeiro, em 2016, o esporte tem mostrado um crescimento notável nos últimos anos. Mais bem organizado, o rugby encontra cada vez mais praticantes, principalmente na nova geração de atletas. O evento terá início às 8:00h e seguirão até às 17:30h. Durante o dia será oferecido pela organização do Festival um lanche para os participantes, assim como um show de música pra animar este encontro. Poderão participar do evento, crianças com idades à partir de 4 anos e jovens até 16 anos.
“Mais uma vez o Instituto Dagaz vem oferecer aos praticantes de Rugby uma oportunidade de se confraternizar e promover o intercambio entre esses jovens que buscam acima de tudo o crescimento como cidadãos através do esporte. Estamos muito felizes pelo evento, esperamos fortalecer cada vez mais essa rede de parceiros que utilizam do esporte educacional/social como ferramentas de formação de cidadãos de bem.” Comenta Marinês Fernandes, presidente do Instituto Dagaz.
“Graças a grandes parceiros como a CCR NovaDutra, o FINAD, o CMDCA de Volta Redonda e Votorantim Cimentos, nossos projetos atuam hoje em 4 cidades do estado, Volta Redonda, Pinheiral, Seropédica e Japeri, conta com 27 profissionais diretos e atende 340 crianças e jovens entre 4 e 18 anos, hoje juntamente com a FFRu (Federação Fluminense de Rugby) e o Ministério do Esporte estamos dando um grande passo para contribuir na formação desses jovens, oportunizando o que às vezes, muitos deles não tem a chance de vivenciar.” Completa André Felipe Chaves, Coordenador do Projeto.
 O Instituto Dagaz, que hoje é referência na modalidade, receberá pela primeira vez o evento que terá a chancela da Federação Fluminense de Rugby e da Confederação Brasileira de Rugby, trazendo para a cidade projetos sociais/educacionais de todo estado, oportunizando aos participantes um intercâmbio que fortalecerá ainda mais o aprendizado de cada um, trazendo ainda consigo o conhecimento técnico de ferramentas que ajudarão aos professores aplicarem no dia a dia uma forma mais lúdica o ensino da modalidade, com a intenção de fazer com que os jovens desfrutem do jogo, sem exigência e pressão. A medida é adotada mundialmente, em respeito à formação dos atletas, que começam a competir de fato a partir dos 15 anos.
Fundado em 2007, Instituto Dagaz consiste numa Associação civil, sem fins lucrativos, dedicada a promover o desenvolvimento sociocultural de comunidades em situação de vulnerabilidade e risco social. Atua conforme as diretrizes pautadas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), bem como na Constituição de 1988 no que diz respeito à luta pela garantia da dignidade humana e prevalência dos direitos humanos. Seus colaboradores atuam há mais de 20 anos na área de educação, cultura e esporte. No escopo de suas ações está a criação de mecanismos e tecnologias sociais que promovam o desenvolvimento dos territórios onde atua. Seus projetos autorais lançam mão de atividades socioculturais, esportivas e educativas como instrumento para um processo transformador de uma parcela da sociedade privada de acesso aos serviços públicos básicos, tendo como missão criar espaços para a prática qualificada da cidadania e a plena garantia dos direitos humanos.

Serviços:
Data: Sábado, 19 de Setembro
Horário: das 9:00h às 17:00h

Local: Campo do Volta Grande III, Condomínio Cultural – Rua Sargento Paulo Moreira, 248 – Volta Grande III – Volta Redonda – RJ 

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MOSTRA DE FILME LIVRE COMEÇA NESTA SEXTA NO INSTITUTO DAGAZ





O Instituto Dagaz pelo segundo ano abre às portas para a Mostra do Filme Livre, sendo um 12 (treze) cineclubes selecionados do estado do Rio de Janeiro para receber a mostra.

A MFL, Mostra do Filme Livre, é a maior mostra brasileira de filmes independentes. Se não pelo tempo, mais de década, que exibe mais de 200 filmes/ano, ao menos pela sua duração, já que em 2014, por exemplo, rolou durante 3 meses seguidos, nas cidades do Rio, São Paulo e na capital Brasília, além do Circuito de Cineclubes. E em 2015 chegaram a Belo Horizonte.

A MFL, na medida do impossível, nasceu e ainda existe porque é feita de filmes resistentes e guerreiros, como ela mesmo se acha; um lugar que respira cinema e, dai vida, potencializada nos milhões de frames que exibe e comenta - e neste ano reverberando por 4 meses em 4 capitais brasileiras e dúzias de cineclubes. Esse ano com curadoria de: Guiwhi Santos, Chico Serra, Marcelo Ikeda, Christian Caselli, Gabriel Sanna e Ricardo Mansur.

No dia 14 de Agosto realizaremos nossa sessão, ás 19 horas na sede do Instituto Dagaz, Rua Sargento Paulo Moreira, número 248 Volta Grande III. Nossa exibição na Mostra será do curta EFEITO CASIMIRO, direção de Clarice Saliby, duração de 15 minutos com classificação indicativa livre o curta do ano de 2013 conta que em 08 de março de 1980, 05h20min da manhã: 10.000 pessoas permanecem em silêncio olhando para o céu à espera de um disco voador vindo de Júpiter. Edílcio Barbosa, o mensageiro de Júpiter, havia anunciado a missão extraterrena alguns meses antes e, misteriosamente, o fato ganhou proporções internacionais. Uma história que mais parece filme de ficção científica aconteceu de fato no município de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro. A mídia cobriu amplamente o evento registrando a presença ostensiva do exército, toda estrutura montada pela prefeitura e a chegada de milhares de pessoas de diversas cidades do Brasil- e até do exterior- que transformaram o local em um Woodstock ufológico brasileiro.

O Projeto Cinestesia Cine Clube com o apoio da CCR Nova Dutra e Secretaria de Estado de Cultura atendeu durante os anos que vem trabalhando pela difusão e circulação de filmes nacionais e fora do circuito das grandes salas de exibições 5.200 pessoas, sendo a marca de nosso cineclube fazer a diferença, oportunizando o Instituto a participar de importantes editais e mostras, assim como as parcerias em oito municípios da região do Médio Paraíba, Volta Redonda, Barra Mansa, Resende, Piraí, Pinheiral, Itatiaia, Quatis e Porto Real.

Nós do Instituto Dagaz priorizamos a troca de informação e o uso da linguagem audiovisual com o intuito do enriquecimento pessoal e cultural. Acreditamos que a cultura é o diferencial para o crescimento e formação de cidadãos.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

CHEF GUGA ROCHA CELEBRA PARCERIA COM INSTITUTO DAGAZ EM SEU PROJETO UM SABOR DE LIBERDADE





Guga Rocha e hoje um dos nomes mais celebrados da nova geração de chefs brasileiros. Com experiências em diversos países como Itália, Portugal, Espanha, Tailândia, Canadá e França, Guga faz uma cozinha criativa, imprevisível, leve e rica em sabores. Fruto de sua continua pesquisa da cultura nacional aliada a uma curiosidade pela diversidade e exotismo da gastronomia mundial. Guga ganhou notoriedade com quadro Super Chef do programa Mais você, da Rede Globo, em 2010 no qual ele se destacou tanto que foi chamado no ano seguinte para comandar o quadro Blitz do Chef no mesmo programa. Em 2012, virou um dos apresentadores do Homens Gourmet, do canal FOX Life, se destacando cada dia mais, não só por ser uma figura, ou por sua cultura vasta e conhecimento de causa, mas principalmente por conseguir tocar as pessoas e ensina-las a cozinhar se divertindo. Hoje faz parte da equipe do Programa da Tarde na Record.


O Instituto Dagaz, após o sucesso do Livro A Cozinha dos Quilombos, que mapeou vinte nove comunidades remanescentes de quilombos do Estado do Rio de Janeiro, soma sua experiência em pesquisa e memória social com o Projeto Um Sabor de Liberdade do Chef Guga Rocha, um projeto voltado para a cultura culinária quilombola brasileira. Tendo Alagoas como ponto de partida buscou-se as raízes mais profundas da cozinha nacional, visando o salvaguardo dessa cultura para valorizá-la como uma parte fundamental da nossa identidade e nosso orgulho.

O objetivo que a cultura brasileira seja celebrada em sua diversidade como forma de crescimento humano e fomento de renda pela utilização do autoconhecimento como ferramenta de mudança e evolução de um povo.
Com ingredientes únicos e altamente nutritivos, a cozinha quilombola e uma deliciosa combinação de sabores que faz sua boca salivar. Acrescente o tempero e conhecimento do pesquisador e Chef Guga Rocha que viajou pelos recantos mais distantes do Brasil buscando as origens mais profundas da nossa história gastronômica.  São mais de 300 receitas catalogadas, um verdadeiro tratado sobre cozinha quilombola.

O projeto foi incentivado pela Lei Rouanet e está em fase de análise do PROAC/SP.



quinta-feira, 23 de julho de 2015

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O COLETIVO COCA COLA!


Estão abertas as inscrições para os cursos gratuitos de Preparação para o Mercado de Varejo e Logística e Produção, no Coletivo Coca Cola Santo Agostinho. Jovens e adultos a partir de 15 anos podem procurar o Instituto Dagaz, no Bairro Volta Grande III. Os cursos são uma ótima ferramenta para capacitação do jovem para inserção no mercado de trabalho.

O Instituto Dagaz já formou cerca de mil e quinhentos jovens e adultos com os cursos do Projeto Coletivo em parceria com a Coca Cola FEMSA e o Instituto Coca Cola Brasil.






O curso de Preparação para o Mercado de Varejo do Coletivo Coca-Cola deixa você pronto para enfrentar esse momento, com aulas sobre empregabilidade, mercado de varejo, relacionamento, palestras de profissionais de grandes empresas, simulações de dinâmicas e entrevistas,o Coletivo Coca-Cola encaminha os jovens para processos seletivos de grandes redes de varejo e para a própria Coca-Cola. Muitos jovens já conseguiram uma oportunidade, não deixe a sua passar!


O curso de Logística e Produção prepara os alunos em temas imprescindíveis para fábricas como as da Coca-Cola: Produção, Armazenagem, Estocagem, Manuseio, Segurança, etc.
O Coletivo capacita e encaminha os melhores alunos para processos seletivos em grandes empresas, inclusive para as fábricas do Sistema Coca-Cola! Não perca essa chance!







Um espaço de encontro e aprendizado de portas sempre abertas.Um lugar que acolhe a diversidade - feito para trocar ideias, potencializar talentos, gerar oportunidades e preparar um futuro colaborativo. Veja, abaixo, o que o Coletivo oferece e participe!

Dúvidas: (24)3336-3636 - institutodagaz@hotmail.com
Falar com Matheus.

Coletivo Santo Agostinho
Instituto Dagaz
Rua Sargento Paulo Moreira, número 248, Bairro Volta Grande III, Volta Redonda - RJ.





quinta-feira, 16 de julho de 2015

INSTITUTO DAGAZ RECEBE DOAÇÃO DE CDL JOVEM VOLTA REDONDA



O Instituto Dagaz recebeu hoje no Condomínio Cultural a equipe do CDL Jovem para a doação da verba arrecadada no Evento 5ª Feijoada Amigo Solidário da Câmara dos Dirigentes Logistas de Volta Redonda. 
A 5ª edição da Feijoada Amiga Solidário aconteceu no dia 21 de Junho, no Espaço CDL-VR e foi um sucesso! Cerca de 280 pessoas participaram do evento que arrecadou R$10.012,00 para dividir entre a Creche Irmã Zilá e Instituto Dagaz. 
O recurso será utilizado para melhorias na sala de balé que atende hoje á 170 pequenas bailarinas e na sala do Projeto Coletivo que atende a cerca de 300 jovens por ano com cursos de formação profissional para o mercado de verejo e logística.
O Instituto Dagaz agradece mais uma vez toda equipe do CDL Jovem e destaca o quanto ações como esta, e principalmente o envolvimento do setor empresarial, são importantíssimos para fortalecer e dar sustentabilidade às Instituições sem fins lucrativos.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

RUGBY DAGAZ PARTICIPA NO I RUGBY FEST SÃO LOURENÇO - MG


No próximo  dia 11 de Julho, o Instituto Dagaz participará do I Rugby Fest em São Lourenço – MG, que acontecerá a partir de 9:00h no Parque das Águas, ponto turístico da cidade. O evento contará 10 equipes  que disputarão em dois dias de jogos na categoria adulto o título do torneio, porém, durante a competição acontecerão alguns jogos direcionados às categorias M15 (Jovens com idades abaixo de 15 anos) com base no Rugby Educacional, além da equipe do Instituto Dagaz(Volta Redonda – RJ), também entram neste grupo o Rubgy São Lourenço (São Lourenço – MG)e o São José Rugby (São José dos Campos – SP), fazendo assim um intercâmbio que abrange quase toda região sudeste do Brasil. O Dagaz hoje é referência da modalidade, mantendo 04 polos das Escolinhas de Rugby nos municípios de Seropédica, Japeri, Pinheiral e Volta Redonda, onde conta com a parceria com a Secretaria Municipal de Educação, com 5 escolas que incluíram essa modalidade no programa Sábado nas Escolas. Ao todo, são 324 integrantes nos polos das escolinhas. “Estamos muito felizes por poder ampliar nossa rede de parceiros e poder trocar experiências com equipes como o São José que tem a base da seleção brasileira e uma vasta experiência neste esporte no âmbito social assim como o nosso. Hoje utilizamos o Rugby educacional, como um agente fortalecedor de caráter nestes jovens para que se tornem acima de tudo cidadãos conscientes e  de bem. ” Comenta Marinêz Fernandes, presidente do Instituto. Desde 2011, o Instituto é o maior difusor do Rugby em nossa região. Mantém parceira com o Projeto Rugby Sustentável e Federação Fluminense de Rugby: “Temos grandes apoiadores como prefeituras e empresas como a CCR Nova Dutra, que acontece via Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, e da Votoratim Cimentos, pelo Ministério do Esporte, através da Lei de Incentivo. Se não fossem esses mecanismos, com certeza não teríamos condições alguma de viabilizar e oferecer para essas quase 324 crianças e adolescentes e 22 profissionais envolvidos, condições para praticar o esporte.” Completa André Felipe, atleta e coordenador do Projeto Rugby Dagaz.
Venha para o Rugby, ainda dá tempo!
Conheça o Esporte:

O que é Rugby? O Rugby é um esporte coletivo originário da Inglaterra de intenso contato físico e hoje é o segundo esporte de equipes mais conhecido no mundo, sendo superado apenas pelo futebol. Com grande popularidade, variações do esporte surgiram. A mais praticada é o rugby union, com 15 jogadores, em seguida está o league (com 13 jogadores) e a sua variação olímpica o seven (com 7 jogadores). Além dessas variações ainda há o rugby de praia, de toque (touch), em cadeira de rodas e subaquático. Objetivo do jogo: Vence uma partida de rugby a equipe que conquistar o maior numero de pontos. Para isso deve levar a bola para além da linha de gol dos adversários e apoiá-la contra o solo, além de conversões e penais. A bola: A bola de rugby é de formato oval, de couro ou de material sintético apropriado. Ela pode ser tratada de modo a torná- la resistente à água e facilitar a aderência. Seu comprimento varia de 28,0 cm a 30,0 cm, com uma circunferência total de 74,0 cm a 77,0 cm, e de seção transversão de 58,0 cm à 62,0 cm, sua pressão deve estar entre 65,71 e 68,75 kPa, tendo assim, entre 410 à 460 gramas. Bolas menores podem ser utilizadas para jogadores mais novos.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

INSTITUTO DAGAZ NO 30º FESTIVAL DE DANÇA DE VOLTA REDONDA


O Instituto Dagaz estará do 30º Festival de Dança da Prefeitura Municipal de Volta Redonda, com cerca de 80 lindas bailarinas que subirão no palco para representar a instituição.

Convidamos à todos para comparecerem no dia 12 de Julho a partir das 14:00h, no memorial Getúlio Vargas na Vila Santa Cecília em Volta Redonda.

 CONTAMOS COM VOCÊS!!!!


terça-feira, 23 de junho de 2015

Instituto Dagaz abre as portas para a Mostra do Filme Livre


O Instituto Dagaz pelo segundo ano abre às portas para a Mostra do Filme Livre, sendo um 12 (treze) cineclubes selecionados do estado do Rio de Janeiro para receber a mostra.
A MFL, Mostra do Filme Livre, é a maior mostra brasileira de filmes independentes. Se não pelo tempo, mais de década, que exibe mais de 200 filmes/ano, ao menos pela sua duração, já que em 2014, por exemplo, rolou durante 3 meses seguidos, nas cidades do Rio, São Paulo e na capital Brasília, além do Circuito de Cineclubes. E em 2015 chegaram a Belo Horizonte.
A MFL, na medida do impossível, nasceu e ainda existe porque é feita de filmes resistentes e guerreiros, como ela mesmo se acha; um lugar que respira cinema e, dai vida, potencializada nos milhões de frames que exibe e comenta - e neste ano reverberando por 4 meses em 4 capitais brasileiras e dúzias de cineclubes.
Esse ano com curadoria de: Guiwhi Santos, Chico Serra, Marcelo Ikeda, Christian Caselli, Gabriel Sanna e Ricardo Mansur.
No dia 14 de Agosto realizaremos nossa sessão, ás 19 horas na sede do Instituto Dagaz, Rua Sargento Paulo Moreira, número 248 Volta Grande III.
Nossa exibição na Mostra será do curta EFEITO CASIMIRO, direção de Clarice Saliby, duração de 15 minutos com classificação indicativa livre o curta do ano de 2013 conta que em 08 de março de 1980, 05h20min da manhã: 10.000 pessoas permanecem em silêncio olhando para o céu à espera de um disco voador vindo de Júpiter. Edílcio Barbosa, o mensageiro de Júpiter, havia anunciado a missão extraterrena alguns meses antes e, misteriosamente, o fato ganhou proporções internacionais. Uma história que mais parece filme de ficção científica aconteceu de fato no município de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro. A mídia cobriu amplamente o evento registrando a presença ostensiva do exército, toda estrutura montada pela prefeitura e a chegada de milhares de pessoas de diversas cidades do Brasil- e até do exterior- que transformaram o local em um Woodstock ufológico brasileiro.
O Projeto Cinestesia Cine Clube com o apoio da CCR Nova Dutra e Secretaria de Estado de Cultura atendeu durante os anos que vem trabalhando pela difusão e circulação de filmes nacionais e fora do circuito das grandes salas de exibições 5.200 pessoas, sendo a marca de nosso cineclube fazer a diferença, oportunizando o Instituto a participar de importantes editais e mostras, assim como as parcerias em oito municípios da região do Médio Paraíba, Volta Redonda, Barra Mansa, Resende, Piraí, Pinheiral, Itatiaia, Quatis e Porto Real.

Nós do Instituto Dagaz priorizamos a troca de informação e o uso da linguagem audiovisual com o intuito do enriquecimento pessoal e cultural. Acreditamos que a cultura é o diferencial para o crescimento e formação de cidadãos.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

INSTITUTO DAGAZ E A FEDERAÇÃO FLUMINENSE REALIZAM CAPACITAÇÃO GRATUITA DE RUGBY


O Instituto Dagaz, em parceria com a Federação Fluminense de Rugby e com  apoio da CCR NovaDutra e Votorantim Cimentos, realizam neste domingo dia 21 de Junho ás nove horas, um grande encontro para capacitação gratuita de educadores, atletas e interessados na modalidade esportiva RUGBY, será  ministrada pela Coach e treinadora da Seleção Feminina da Federação Fluminense de Rugby Deborah Ciarla e gerente  de Desenvolvimento, FFRu, Professora no Projeto "Rugby para todos", Professora Universitária (Voluntária) Disciplina: Rugby, UFRJ 2015 e Coordenadora do Programa de Impacto RJ – World Rugby.
O Instituto tem como objetivo contribuir e promover o desenvolvimento do rugby no Estado do Rio de Janeiro, pois o esporte apesar de ser uma modalidade olímpica ainda é pouco difundido no Brasil, o nosso foco é o esporte educacional e o rugby vem sendo trabalhado no instituto como uma importante ferramenta influenciando na melhoria da qualidade de vida dos participantes a, para isso todos possuem uma equipe especializada de avaliação e monitoramento físico. .– destaca Marinêz Fernandes, presidente do Instituto Dagaz. “identificamos a demanda de profissionais especializados ede e resolvemos buscar parceria da Federação para um série de capacitação com foco no RUGBY, a primeira tem o tema  “Experimentação e Introdução ao Rugby Infantil” e contará com uma etapa teórica e uma prática com abordagem na progressão pedagógica, uso do Tag Rugby e ferramentas disponibilizadas pelo World Rugby (entidade máxima do rugby mundial). .
O Instituto Dagaz é referencia na modalidade desde 2011, hoje praticando rugby são 340 crianças e jovens nos Pólos do Projeto Rugby Dagaz em Volta Redonda, Pinheiral, Seropédica e Japeri desde 2014 “ estamos nas escolas da Rede Pública de Volta Redonda, com um piloto em andamento desde ano passado, atendendo a 06 escolas,  onde a modalidade esta inserida na programação do Sábado nas Escolas e pretendemos ampliar para mais escolas em um parceria que vem dando certo com as Secretarias de Educação de Volta Redonda e Pinheiral, Dagaz e CMDCA” completa o coordenador e atleta André Felipe Chaves”
Fundado em 2007, Instituto Dagaz consiste numa Associação civil, sem fins lucrativos, dedicada a promover o desenvolvimento sociocultural de comunidades em situação de vulnerabilidade e risco social. Atua conforme as diretrizes pautadas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), bem como na Constituição de 1988 no que diz respeito à luta pela garantia da dignidade humana e prevalência dos direitos humanos. Seus colaboradores atuam há mais de 20 anos na área de educação, cultura e esporte. No escopo de suas ações está a criação de mecanismos e tecnologias sociais que promovam o desenvolvimento dos territórios onde atua. Seus projetos autorais lançam mão de atividades socioculturais, esportivas e educativas como instrumento para um processo transformador de uma parcela da sociedade privada de acesso aos serviços públicos básicos, tendo como missão criar espaços para a prática qualificada da cidadania e a plena garantia dos direitos humanos.

SERVIÇOS:
Gratuito - Capacitação: Experimentação e Introdução ao Rugby Infantil
Data 21 de Junho de 2015.- Domingo
Horário: das 09 ás 12 horas
Duração: 3 horas
- Conversa inicial e vídeo
- Diagnóstico do grupo
- Experimentação da bola
- Desenvolvimento das habilidades para o jogo
- Progressão pedagógica
- Uso do TAG Rugby
- Uso da Ferramenta "Get Into Rugby" (receberão senha de acesso) http://irbgetintorugby.com/
- Tarefas e definições para o próximo encontro.
Roupa apropriada para pratica de atividade esportiva.
Emissão de certificado para comprovação de hora complementar