terça-feira, 15 de abril de 2014

Luíses - Solrealismo Maranhense no CINEstesia Cine Clube


Nesta quarta-feira, dia 16/04/2014 teremos a exibição do filme "Luíses - Solrealismo Maranhense" com direção de Lucian Rosa no Instituto Dagaz.

Entrada Franca
Sessão: 19:00 hrs
Endereço: Rua Sargento Paulo Moreira, 248 - Volta Grande III (Volta Redonda)
Classificação: 14 anosPipoca e Coca-Cola Grátis

Maranhão, 2013

Duração: 75 min
Elenco: Raphael Brito, Lauande Aires, Gilberto Martins, Almir Pacheco,Vinicius Guterres, Benedito Gaspar Neto, Ricardo Passos, Marcos Belfort, Eurico Neto, Helton Tavares, Kenny Mendes.Aline Nascimento, Géraldine Gauthier, Marcia de Aquino, Keyci Martins, Tâmara Cantanhêde, Amy Loren 


"Enquanto uma serpente do tamanho de uma ilha cresce adormecida nas galerias subterrâneas da cidade de São Luís, os ludovicenses enfrentam situações surreais para seguirem vivendo em meio a um cotidiano bruto, mas não percebem que estão passando por tal situação. O real e o imaginário caminham juntos nessa história que dá iní­cio a um movimento: o solrealismo."

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Aulas de Violão

Hoje nas aulas de violão com o Prof. Raphael nossos alunos arrasaram tocando Tim Maia, eles estão se desenvolvendo melhor a cada dia! Parabéns!

Abaixo algumas fotos e um vídeo dos nossos pequenos artistas ensaiando!
video

Taxas de homicídio assustam a todos segundo a nova pesquisa do UNODC

Ontem, dia 10 de abril de 2014, foi divulgada uma pesquisa feita pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) sobre homicídios no mundo e de 30 cidades pesquisadas 11 são brasileiras. Os números assustam a todos não só em questões de quantidade de cidades mas também de delatores; cerca de 80% das vítimas de homicídio e 95% dos autores desses crimes são homens, mas o que também assusta é que 15% desses casos são de violência doméstica (63,3 mil) e suas vítimas são mulheres. “A casa pode ser o lugar mais perigoso para uma mulher; É de partir o coração quando aqueles que deveriam proteger seus entes queridos são as pessoas responsáveis por seu assassinato.” Diz Jean-Luc Lemahieu, Diretor de Análise de Políticas e Assuntos Públicos.
No estudo se destaca que mais de 8% das vítimas são menores de 15 anos.
As maiores taxas de homicídio estão na América e na África, mostrando que quase metade dos homicídios ocorrem em países de 11% da população da Terra, o que é pouco espaço para muita morte.
Os homicídios ligados a gangues e grupos criminosos representam 30% de todos os homicídios na América, comparados a Ásia, Europa e Oceania que representam apenas 1%. A América tem níveis de cinco a oito vezes maiores que a Europa e a Ásia desde 1950, é para se envergonhar, não?
Os homens em sua maioria são mortos por pessoas desconhecidas, já as mulheres são mortas por pessoas próximas a elas. A taxa da América do Sul e Central de mortes na faixa etária de 15 e 29 é quatro vezes maior que a média global.
Quatro a cada dez homicídios são causados por armas de fogo, que por sinal hoje em dia são facilmente obtidas, mas um quarto das vítimas são mortas por armas brancas como facas, punhais e outras lâminas; e um terço das vítimas morre por outros meios como estrangulamento, envenenamento etc.
Na América o uso de armas de fogo é prevalente e o consumo de drogas ilícitas e álcool aumenta o risco de uma pessoa cometer homicídio.
Os números são extremamente chocantes Mudar essas estatísticas para 0 é nossa missão, não se pode deixar passar em branco pelo nosso dia-a-dia tão corrido. É necessária uma pausa para a educação, o lazer e a cultura. Esse é o compromisso do Instituto Dagaz!
Muitos dos jovens se tornam adultos agressivos por não terem tido afeto e cuidado na infância.

Essa realidade é drástica e medonha.



Por Bruna Castilho

quarta-feira, 9 de abril de 2014

CINEstesia Cine Clube

Nesta quinta-feira, dia 10/04/2014 teremos a exibição do filme "Das Tripas Coração" com direção de Ana Carolina e fotografia de Antonio Luiz Mendes no Instituto Dagaz.

Entrada Franca
Sessão: 19:00 hrs
Endereço: Rua Sargento Paulo Moreira, 248 - Volta Grande III (Volta Redonda)
Classificação: 16 anos
Pipoca e Coca-Cola Grátis


Rio de Janeiro, 1982  

Duração: 100 min
Elenco: Antônio Fagundes, Dina Sfat, Xuxa Lopes, Ney Latorraca, Miriam Muniz, Álvaro Freire, Christiane Torloni, Nair Belo, Celia Helena, Cristina Pereira.

"Um colégio de meninas, de altíssimo nível social, por motivos administrativos e econõmicos, sofre uma intervenção estadual que vai determinar o fim de suas atividades. O interventor designado para encerrar essas atividades marca uma reunião para as cinco horas da tarde; no entanto, chega ás 4h55 e, na sala de reunião, enquanto aguarda, tira um rápido cochilo. Neste rápido cochilo, ele sonha com todas as mulheres que pertencem a esse colégio. Vislumbra suas paixões. São os delírios do poder que fazem com que ele compreenda a alma feminina. Passados cinco minutos, ele acorda tenso, e imediatamente, assina a ata que determina o fim daquela instituição."
Por Chico Serra, MFL, 2014.