segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A Cozinha dos Quilombos em Campinas












Clipping:http://jornaldecampinas.com.br/jornal/projeto-saberes-e-sabores-traz-a-campinas-a-exposicao-fotografica-e-lancamento-do-livro-a-cozinha-dos-quilombos-sbores-territorios-e-memorias/

http://correio.rac.com.br/mobile/materia_historico.php?id=444709

Saberes e Sabores promove exposição e livro

O projeto Saberes e Sabores promove a exposição fotográfica e o lançamento do livro “A Cozinha dos Quilombos: Sabores, Territórios e Memórias”, neste sábado (20), a partir das 12h, no Espaço Cultural de Culinária Afro-brasileira e Africana – Saberes e Sabores, ou simplesmente Espaço Saberes e Sabores.
Além da abertura da exposição fotográfica e o lançamento literário, o evento contará com almoço com pratos da culinária quilombola, resultado das receitas registradas no livro, e apresentações culturais, entre elas as danças da comunidade Jongo Dito Ribeiro.
A mostra fotográfica e o lançamento do livro são resultados de um projeto de pesquisa desenvolvido pelo Instituto Dagaz, que mapeou e visitou 29 comunidades quilombolas no Estado do Rio de Janeiro, identificando histórias, costumes e suas culturas culinárias. A exposição traz obras dos fotógrafos Davy Alexandrisky, Wallace Feitosa e Lidiane Camillo.
Os quilombos, conhecidos por abrigar os escravos refugiados no período colonial, se originaram em locais escondidos e fortificados, no qual os negros viviam de acordo com a cultura africana. Nessa época, o Brasil abrangeu centenas de quilombos, sobretudo, nos estados da Bahia, Pernambuco, Goiás e Alagoas. Ainda ativas por se localizarem em territórios afastados, as comunidades remanescentes têm presença resistente também no Rio.
Para a presidente do Instituto Dagaz, Marinêz Fernandes,o livro “A Cozinha dos Quilombos” é um passo importante para o registro da cultura afro-brasileira e seu reconhecimento. “O livro traz relatos e fotos dos pratos tradicionais das comunidades quilombolas que foram mapeadas e ainda revelou uma forma diferente de manifestar sua cultura, afetos e chamar atenção para questões sociais que ainda permeiam seu território, através da sua culinária”, explica Marinêz.
Saberes e Sabores
O Projeto Saberes e Sabores foi elaborado durante o ano de 2013 e iniciou as atividades em janeiro de 2014, com recursos do Programa de Ação Cultural – ProAC, da Secretaria de Estado da Cultura de SP. O objetivo principal é o resgate e a transmissão de saberes, conhecimentos, referências, práticas e simbologias da cultura negra através da gastronomia afro-brasileira e africana.
A ação do Projeto não se restringe apenas em oferecer pratos típicos dessas culinárias, mas também desenvolver e apoiar pesquisas sobre os mais amplos elementos dessas tradições culinárias, realizar oficinas, palestras, seminários, feiras e festivais gastronômicos voltados para o resgate de uma tradição que, para além dos quase 500 anos de sua reelaboração na Terra Brasilis, bebe, sobretudo, na fonte milenar da negra África, além das contribuições indígena e europeia.
Desde o final de 2015 o Projeto está sediado no Espaço Cultural de Culinária Afro-brasileira e Africana – Saberes e Sabores, na Vila Industrial, em Campinas, e vem promovendo exposições, oficinas, cursos e contatos gastronômicos a partir de um cardápio variado e sempre renovado.
Serviço
O quê: exposição fotográfica e o lançamento do livro “A Cozinha dos Quilombos: Sabores, Territórios e Memórias”
Quando: neste sábado (20), a partir das 12h
Onde: Espaço Saberes e Sabores (Rua Garça, 43, Vila Industrial, Campinas)
Quanto: entrada franca
Fonte: http://correio.rac.com.br/mobile/materia_historico.php?id=444709